Invisibilidade LGBT nas redações e nas pautas

25 de maio de 2018

Isabella Sander. Foto: Gustavo Roth/Fundação Piratini

Cerca de 61% dos trabalhadores LGBTs (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transsexuais) brasileiros dizem esconder sua orientação sexual ou identidade de gênero. Esse número é da pesquisa Out in the World: Securing LGBT Rights in the Global Marketplace, divulgada no início de 2016 pela organização Center for Talent Innovation.

Cobrir pautas sobre pessoas negras exige olhar no espelho

18 de maio de 2018

Fernanda Bastos com a escritora cubana Teresa Cárdenas

É fácil se prender nas palavras de Fernanda Bastos, telejornalista da TVE RS. Ao longo da conversa que tivemos com ela, lembramos de vários episódios de nossas trajetórias acadêmicas até o desenvolvimento desse projeto e ficamos emocionadas com seus relatos sobre o mercado de trabalho.

Sempre ressaltando que o racismo é um problema estrutural na sociedade brasileira, Fernanda falou sobre as dificuldades que os jornalistas negros enfrentam, criticou a neutralidade pregada pelo jornalismo e apontou caminhos para que a área seja menos preconceituosa.